Meio Ambiente e Tecnologias Futuras

.

Como Ingerimos Tanto Açúcar e não Notamos?

Deixe um comentário

cubos de açúcar

Açúcar: ele está quase sempre presente
© poGosha – Fotolia.com

O número de pessoas com sobre peso é 30% maior do que o número de pessoas com baixo peso. De acordo com os prognósticos do Dr. Robert Lustig, endocrinologista pediátrico da Universidade da Califórnia, em 2030 haverá 165 milhões de pessoas obesas e 100 milhões de diabéticos nos Estados Unidos em 2050.

Mas por que nós comemos tanto açúcar e não o notamos? A história remonta meados doas anos 70, quando a inovação científica de xarope de milho de alta frutose (HFCS), também conhecido como xarope de glicose-frutose, ocorreu. HFCS são usados ​​em todos os lugares: em pizzas, pães, carnes, queijos, molhos de salada ou cereais. As empresas de alimentos, foram incentivadas a aderir ao “baixo teor de gordura”, mas em contrapartida passaram a usar o  HFCS. Sim, a quantidade de gordura nos  alimentos diminuiu, no entanto, nos fez comer mais açúcar em seu lugar. Alimentos sem gordura não tem um gosto bom, é por isso que a indústria de alimentos a substituiu por um outro produto, que é rico em calorias de açúcar.

Por que nossos alimentos tem nos engordado?

Nos anos 80 os especialistas na área de saúde começaram a notar que as pessoas estavam ficando mais gordas, mas não conseguiam explicar o porquê. Mesmo aqueles que se exercitavam e comiam produtos de baixo teor de gordura foram ganhando peso. A razão para isso é um efeito causado pelo açúcar: aumenta o apetite. O açúcar é a principal razão pela qual o hormônio leptina não funciona corretamente. A tarefa de leptina é dizer ao corpo que você está satisfeito e que você deve parar de comer. As pessoas obesas são imunes à leptina e seus corpos responder a ela como se estivessem morrendo de fome. Açúcar vai direto para a corrente sanguínea, aumentando o nível de açúcar no sangue e a queda da produção de insulina, o que bloqueia a leptina. Resultado: estamos com mais fome ainda.

Na natureza o doce era um sinal do que não era venenoso. Quando nossos antepassados encontravam frutas doces em algum lugar, eles normalmente comiam em grande quantidade, pois não se sabia quando iriam encontrá-las novamente. Por isso, estamos programados a amar doces.

Anúncios

Autor: Alessandra Ribeiro

Sou uma pessoa interessada em tecnologias que facilitam a vida das pessoas e das cidades, sem agredir o meio ambiente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s